Telefone: 55 (11) 3044-0000 Fax 3846-8813
Rua Funchal 129 Cj. 21 2º andar  - Vila Olimpia  
São Paulo - SP  04551-060
E-mail: contato@fundacaoideah.org.br

 

© 2016 Fundação Ideah. Todos os direitos reservados.

AÇÕES DE ENSINO 2019

Ganhadores do Prêmio IDEAH-AMAL Shriners 2018 voltam do estágio nos EUA

Pelo segundo ano a Fundação IDEAH em parceria com a AMAL Shriners premiou com um estágio de um mês em um dos hospitais infantis Shriners nos EUA, os autores dos dois melhores trabalhos científicos referentes a queimaduras ou anomalias craniofaciais enviados para o 55º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica, realizado em Recife, entre 14 e 17 de novembro de 2018.

Guilherme Luís Zan­co, residente do Ser­viço de Cirurgia Plástica Prof. Dr. Cassio Menezes Raposo do Amaral – SOBRAPAR, sob a regência do Dr. Celso Luiz Buzzo e Thiago Antonio Calado, residente da Disci­plina de Cirurgia Plástica da Escola Paulista de Medicina da USP, sob a regência da Dra. Lydia Masako Ferreira, foram os ganhadores. A viagem ocorreu no mês de agosto e deixou os dois jovens médicos entusiasmados. Confira abaixo o relato deles de como foi a experiência no exterior e o que trouxeram na bagagem.

Guilherme Luis Zanco
“Realizar um estágio em outro país foi uma excelente experiência profissional! Com diferentes culturas, aprendi novas técnicas e meios de lidar com o paciente. Pacientes de diferentes raças e culturas do mundo todo, que as vezes atravessavam o globo através de um mesmo objetivo.

Isso porque o complexo hospitalar onde o Shriners Hospital for Children está instalado é imenso, com uma estrutura excelente e com ótimos profissionais de vários países. Médicos conceituados nos EUA e no mundo, com currículos brilhantes. Com certeza, antes de realizar este estágio, não tinha conhecimento de como é o fluxo de acolhimento dos pacientes, e lá descobri a grande equipe por trás de tudo isso, para fazer o paciente vir,às vezes de tão longe, e ser tratado com a melhor qualidade que um ser humano necessita.

Como cidadão e como médico percebi que é preciso sempre organização e dedicação de todos os profissionais envolvidos, tanto da área de saúde como administrativa e de voluntários, que vimos estarem sempre realizando atividades no hospital. Estão de parabéns pelo trabalho realizado!

 

Agradeço a todos pela oportunidade de realizar este estágio, equipe Shriners, SBCP – Fundação Ideah, ao hospital Sobrapar, em nome dos Drs. Cassio Raposo do Amaral, Cesar Raposo do Amaral e Celso Luiz Buzzo, assim como todos os colegas de residência! Obrigado”

Thiago Antonio Calado

“A visita ao Shriners Hospital de Galveston foi muito enriquecedora. Pude acompanhar a rotina de tratamento a crianças com extensas áreas queimadas no atendimento inicial e também em cirurgias reconstrutivas para tratamento das sequelas causadas por estas extensas queimaduras. Algumas técnicas e recursos são muito diferentes dos que temos no Brasil.

O Hospital atende crianças com queimaduras não só dos Estados Unidos. Vimos crianças vítimas de queimaduras causadas por guerras no Oriente Médio, crianças vindas da América Latina, crianças vindas da China e Ásia. O hospital todo é preparado para diminuir o estresse pós-traumático das crianças e familiares. Não apenas a estrutura física é excelente, mas principalmente os funcionários, todos, são muito atenciosos.

Acompanhamos as discussões para tratamento de pacientes com sequelas no ambulatório, participamos das visitas clínicas multidisciplinares e as discussões das propostas de tratamento aos pacientes internados na UTI. Pudemos assistir todos os procedimentos realizados no Centro Cirúrgico.

Algumas coisas me chamaram mais a atenção na rotina de atendimento pois quase não são realizadas nas unidades de atendimento a queimaduras do SUS:

- Curativos temporários com membrana amniótica humana e enxertos de pele parcial alógena congelada (humana);

- Utilização de cola de fibrina e grampos para fixar enxertos;

- Tratamento do leito da ferida com sinais clínicos de infecção com embebição, várias vezes ao dia, com solução de Dankin ou solução de nitrato de prata;

- Cobertura da área doadora com tribromofenato de bismuto;

- Tratamento de cicatrizes hipertróficas com laser de CO2 e luz intensa pulsada associada a infiltração com triancinolona.

Permanecemos 2 semanas acompanhando a equipe do Shriners Hospital, em Galveston. É um prédio independente, que ocupa uma quadra, e está ligado ao Hospital John Sealy (UTMB) por uma passarela. Possui 8 andares, 15 leitos de UTI, 3 salas cirúrgicas e 2 andares com leitos de longa permanência. Possui, também, um prédio anexo para a hospedagem dos acompanhantes das crianças.

Os Assistentes do Hospital, Dr Mario Dobrkovsky, Dr LudwikBranski, Dr Carlos Jimenez, Dr Jong Lee, Dr William Norbury, Dr Ramon Zapata Sirvent e o Dr Steven Wolf (que também é o Diretor Clinico do Hospital) são médicos renomados que apresentam grande preocupação ética no atendimento aos pacientes e também se dedicam ao ensino dos médicos residentes de cirurgia geral, cirurgia plástica, dos internos e dos médicos visitantes (além de nós brasileiros, 1 residente de cirurgia plástica do México e um médico recém formado que veio da Alemanha).

Dr. Zapata nos deu um pen drive com artigos que ele coleciona e considera importantes, para podermos nos aprofundar no estudo do tratamento de queimaduras.

A sociedade americana é estruturada de forma diferente da brasileira. Pessoas em posição de liderança fazem campanhas para captação de recursos para desenvolver projetos para a melhoria da sociedade. Os cidadãos americanos põem a “mão no bolso” ou a “mão na massa” e apoiam os projetos que eles consideram importantes. A Universidade do Texas em Galveston (UTMB) possui muitas fundações de auxílio.

Os Shriners, uma das maiores sociedades beneficentes do mundo, financiam o Hospital infantil de tratamento de queimaduras. Na loja de conveniências do Shriners Hospital os atendentes trabalham voluntariamente para arrecadar fundos para o hospital.

Outro exemplo é a biblioteca da faculdade que possui uma das maiores coleções de livros históricos da área biomédica dos Estados Unidos, com mais de 30.000 títulos. 

Foi toda adquirida através de doações e o Dr Truman G. Blocker Jr. foi quem iniciou o projeto.Não entendo o motivo de voluntariado e doação para causas sociais serem escassas no Brasil.

Acho que esta visita ao Shriners Hospital ajuda a não perder a esperança de que a sociedade brasileira também pode formar fundações para financiar projetos de importância social.

A crise financeira que está acometendo o Brasil nestes últimos anos fez com que houvesse corte nos recursos do SUS e isso refletiu em um pior atendimento à população em um momento em que muitos ficaram desempregados e perderam o convênio médico do trabalho.

Esta situação é desesperadora. Talvez uma solução poderia ser a doação de dinheiro para uma fundação de apoio para o hospital que atende a região onde moramos para comprar materiais que estão em falta e nos garantir um atendimento mais digno. Uma fundação com este objetivo poderia inspecionar a alocação de verbas recebidas pelo hospital e também pressionar o poder público na hora de decidir onde alocar os recursos”.

História do Shriners Hospitals de Galveston, por Thiago Calado

Os Shriners Hospitals são hospitais de referência mundial no tratamento de queimaduras em crianças. O Shriners Hospital de Galveston é uma unidade hospitalar vinculada ao complexo hospitalar da Universidade do Texas (UTMB), uma instituição de ensino em medicina com mais de 125 anos.

Galveston é uma ilha que fica em uma baia formada pela foz dos rios Trinity e do rio San Jacinto, no golfo do México, frente ao Porto e ao Polo Petroquimico de Texas City, no continente. Neste porto, em 1947 aconteceu uma explosão no porão de um navio carregado com nitrado de amônio que iniciou um grande incêndio que se espalhou a outros barcos atracados e ao polo petroquímico. Até hoje este foi o incêndio industrial de maior proporção dos Estados Unidos, com mais de 600 mortes e mais de 3000 feridos.

O complexo hospitalar da Universidade do Texas se mobilizou para o atendimento desta catástrofe. Dr Truman G. Blocker Jr, chefe da divisão de cirurgia plástica da UTMB. Ele e sua esposa trataram mais de 800 destes pacientes e desenvolveram pesquisas inovadoras no tratamento de pacientes queimados, levando o Hospital John Sealy a ter reconhecimento internacional no tratamento de queimaduras.

Na primeira metade do século 20, os Shriners prestavam atendimento principalmente a crianças com deformidades ósseas, grande parte decorrente de sequelas de poliomielite. Com a diminuição gradual das sequelas de poliomielite após o desenvolvimento de sua vacina, o tratamento de queimaduras e sequela de queimaduras em crianças começou a apresentar relevância crescente.

Em 1962 os Shriners da américa do norte arrecadaram 10 milhões de dólares para construção de 3 centros especializados no tratamento de crianças queimadas e fundaram o primeiro instituto para tratamento de crianças com queimaduras, em Galveston; e, já em 1963, montaram a primeira enfermaria especializada no atendimento a crianças queimadas no Hospital Universitário John Sealy (UTMB) sob comando do Dr Truman G. Blocker Jr.

Em 1966, os Shriners inaguraram o primeiro hospital para atendimento a crianças vítimas de queimaduras, em Galveston, aumentando a capacidade de atendimento e pesquisa da UTMB. Outros 2 centros para atendimento a crianças vítimas de queimaduras foram construídos em Cincinnati (1968) e Boston (1968). Posteriormente, foi inaugurada mais uma unidade na Carolina do Norte (1997).

Importantes avanços no tratamento de queimaduras foram realizados nos Shriners Hospitals. Vou citar dois que achei importantes e não necessitam de conhecimento médico:

- O primeiro hospital americano a reportar sobrevida de uma criança com queimadura extensa (maior que 70% de superfície corpórea queimada com espessura total) foi no Shriners Hospital de Boston, em 1969. (Koumans RK, Burke JF. Skin allografts and immunosuppression in the treatment of massive thermal injury. Surgery. 1969;66(1):89–96).

- Entre os anos de 1987 e 2017 a chance de uma criança com queimadura sobreviver no Shriners Hospital de Galveston era duas vezes superior à média das unidades especializadas no atendimento de crianças com queimaduras no resto dos Estados Unidos. (Čapek KD, Culnan DM, Desai MH, Herndon DN. Fifty Years of Burn Care at Shriners Hospitals for Children, Galveston; Ann Plast Surg. 2018 Mar;80(3 Suppl 2):S90-S94.)

 

Este é um grande e importante exemplo de como a sociedade organizada através de fundações baseadas em doação (dinheiro ou voluntariado) e princípios (proporcionar tratamento de excelência) pode modificar uma realidade ao longo dos anos.